Quem foi Maria Thereza? Personagem histórica nomeia uma das principais avenidas de Limeira

Ao caminhar por Limeira, não nos damos conta de que muitos dos nomes que identificam as ruas da cidade são de personagens relevantes para a história do município e do país. Este é o caso de Maria Thereza Silveira de Barros Camargo.

A avenida é uma das principais da cidade e concentra grande número de empreendimentos de sucesso. Inclusive é nela que está localizado o Colégio Portinari. Escola que completou 25 anos de história em 2022 e que tem reconhecimento nacional pela proposta pedagógica diferenciada. Constantemente o Colégio recebe a visita de profissionais de escolas de outras cidades e recentemente foi uma das 17, entre mais de 700 instituições do Brasil, a receber o selo de Excelência do importante instituto “Escolas Exponenciais”.

Com uma escola de alto padrão, a avenida também concentra dois grandes supermercados, academia, farmácias, restaurantes, lojas, edifícios, espaço para prática de tênis, entre outros. Ou seja, é uma das áreas de Limeira com melhor qualidade de vida para seus moradores.

Mas, afinal, quem foi Maria Thereza?

Atualmente, existe um movimento para estimular a participação das mulheres na política. Maria Thereza, nascida em Piracicaba em 1894, foi uma das primeiras prefeitas do Brasil, eleita em 1934, e a única mulher a ocupar esse cargo em Limeira até hoje. Ela também foi uma das primeiras deputadas do Estado de São Paulo. Oriunda de uma família de tradição política, Maria Thereza era neta de Prudente de Morais, primeiro presidente civil eleito por voto direto.

Professora de formação, a vida política foi parte de sua trajetória. Mas, Maria Thereza também foi empresária. Casada com Trajano de Barros Camargo, ela foi diretora da empresa Macchina São Paulo, fundada pelo marido. Após o falecimento de Trajano, ela assumiu todos os negócios, incluindo empresas em Santos, Limeira e uma fazenda em Brotas.

Imagine as dificuldades enfrentadas por Thereza na época em que as mulheres tinham pouco espaço na área política e no mercado de trabalho. Sem falar no importante papel que cumpriu educando os seus nove filhos.

Enquanto prefeita, uma das principais realizações de Maria Thereza foi calçar as ruas do centro de Limeira, então de terra, com o próprio dinheiro, uma vez que a prefeitura não tinha verba suficiente.

Importante papel social e criação da Associação Cívica Feminina de Limeira

Maria Thereza prestou grandes serviços para instituições da cidade, entre eles o Curso de Enfermagem, o Hospital do Sangue de Limeira e assistência às famílias dos voluntários em guerras, contribuindo com a campanha de fornecimento de roupas aos soldados.

Mesmo antes de exercer cargos políticos, ela fundou a Associação Cívica Feminina de Limeira e doou os primeiros equipamentos para iniciar o funcionamento da Escola Profissional Trajano Camargo.

Maria Thereza e a Educação

A vida de Thereza também foi marcada pelo seu compromisso com a Educação. Em 1923, ela e o marido trouxeram para Limeira o Colégio Santo Antônio, impactando toda a comunidade limeirense com um ensino de qualidade.

Outra preocupação da família era com a qualificação dos filhos de seus funcionários. A Macchina São Paulo mantinha a Escola Profissional para Aprendizes, com cursos de mecânica, carpintaria e fundição.

Em 1933, atendendo ao pedido de Thereza, o governo do Estado de São Paulo criou a Escola Profissional Trajano Camargo, que funciona até hoje na cidade.

“Ter a nossa sede na avenida que tem o nome de uma mulher que foi à frente de seu tempo e que tanto fez pela Educação da cidade é motivo de muita honra. Esse compromisso com a formação das pessoas é o principal legado que nós, profissionais da educação, podemos deixar”, ressaltaram as diretoras do Colégio Portinari, Marli Aparecida Billato de Oliveira e Margareth Cristina Cheque Soffiatti Ruberto.

Limeira, com seus 196 anos, é reconhecida como uma cidade pujante e com relevância histórica para o país. E isso se deve também à trajetória da família de Maria Thereza, que impactou diretamente a educação, a saúde, a política e a indústria da cidade.

Texto: Robson Ribeiro