Alunos estudam crônicas nas aulas de Literatura

A crônica nada mais é do que um texto primeiramente publicado em jornais e revistas, mas em alguns casos, são reunidas em livros sob a forma de coletânea. É o caso do livro “Comédias para se ler na Escola”, de Luís Fernando Veríssimo, utilizado pelos 8ºs anos na produção do Ateliê de Literatura com a professora Maria Helena.

A professora destaca que a ideia surgiu para ampliar o repertório de leitura dos portinarenses, levando-o a fazer dela uma forma habitual de lazer. “A partir de um fato particular, o aluno pode ampliar a discussão sobre assuntos filosóficos e expor a opinião dele de forma clara e contundente”, completa.

atelie_cronicas 15-03-2017 11-04-45

Além disso, Maria Helena comenta sobre a importância de trabalhar esse tema. Para ela, além de aprimorar o gosto literário, a crônica, em especial, é o gênero mais confessional do mundo, pois o cronista tira os temas do próprio cotidiano. “Talvez por isso seja um dos textos mais agradáveis de ler e uma forma extremamente eficaz de seduzir o aluno para a leitura”, explica.

Para que o ateliê tomasse forma, os alunos tiveram que transformar em histórias em quadrinhos, as crônicas de Luís Fernando Veríssimo. Ao prepara-las, o aluno procura mostrar a conduta das personagens por meio de gestos e da expressão facial: suas alegrias, suas tristezas, suas emoções e suas surpresas.

atelie_cronicas 15-03-2017 11-04-54

A aluna Lina Meneghin Naleto fala que além de desenvolverem a parte escrita, eles ainda puderam encenar as crônicas escritas por Veríssimo. “Eu adorei como a gente fez. Nós estávamos em grupo e pudemos desenvolver tanto a parte de interpretação, a parte escrita e ainda produzir um teatro”, conta.

Ela ainda conta que o ateliê foi muito mais do que apenas aprender o que é crônica. O conhecimento desse gênero textual irá trazer bons frutos para Lina, que ressaltou que agora ficará muito mais fácil produzir textos, resumos e redações.

atelie_cronicas 15-03-2017 11-05-32

O resultado foi surpreendente. A professora Maria Helena cita que após a leitura e a apresentação dos diversos textos escolhidos pelos alunos, era notável como os alunos gostaram de participar da atividade. “Inclusive, houve várias indicações de textos para que os colegas lessem, assim deixando-os afoitos para conhecer novas histórias”, fala.

Confira mais fotos da apresentação: